Produtores acessam internet pelo smartphone, mas uso no campo é restrito

July 31, 2017

Segundo pesquisa do Sebrae, empresários rurais esbarram em falta de infraestrutura de redes para adotar ferramentas no incremento da produção.
Os pequenos produtores rurais brasileiros utilizam smartphones para acessar a internet, mas nem sempre conseguem usar esta e outras ferramentas para incrementar a produção. O principal problema é a falta de infraestrutura de comunicação no campo. Esta é uma das conclusões da pesquisa “Tecnologia da Informação no Agronegócio”, realizada pelo Sebrae. O Estadão/Broadcast Agro teve acesso aos resultados com exclusividade.
De acordo com a pesquisa, 96% dos produtores rurais utilizam telefones celulares. Deste universo, 71% dos donos de microempresas rurais (faturamento anual até R$ 360 mil) usam smartphones para o acesso à internet. O porcentual é de 85% entre os proprietários de empresas de pequeno porte (faturamento entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões).

Apesar disso, o uso de internet na atividade produtiva é restrito, em função da dificuldade de acesso e da má qualidade da conexão no campo. Conforme a pesquisa, apenas 6% dos produtores já compraram pela internet, 4% já utilizaram a rede para vender e somente 16% dos empreendimentos rurais possuem página na internet ou perfil em redes sociais. A pesquisa ouviu 4.467 produtores rurais, entre 29 de março e 12 de abril, nas 27 unidades da Federação.
“A pesquisa demonstrou que os produtores estão conectados pelo celular, mas nem sempre podem fazer a gestão do seu negócio em função da falta de infraestrutura, de uma rede que possa ter abrangência nacional”, afirma o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos. “Nem é preciso fazer a cabeça do produtor sobre o uso da ferramenta. Isso já está acontecendo no agronegócio como um todo e chega também ao pequeno proprietário. Ele só não usa o sistema para gestão porque não tem uma rede de infraestrutura para isso”, acrescentou

 

Fonte: O Estado de S.Paulo

Please reload

Encontrou algum problema no site? Nos explique melhor aqui.