OIE considera Brasil país livre de febre aftosa com vacinação

February 27, 2018

 

 

O Brasil foi considerado área livre de febre aftosa com vacinação pela OIE-World Organisation for Animal Health, a organização mundial de saúde animal. O aceite deverá ser oficializado em reunião da entidade entre os dias 20 e 25 de maio. Desde 2000, o Estado de São Paulo já detém o status de "livre com vacinação".

 

A decisão, recomendada pelos membros da Comissão Científica da OIE para Enfermidades Animais, é importante por reconhecer o País por inteiro como uma zona livre de febre aftosa, sendo que o Estado de Santa Catarina tem o status de "livre sem vacinação" e os demais Estados ficarão com o status de "livre com vacinação".

 

A médica veterinária Erika Ramos Mello, Diretora Técnica de Departamento do Grupo de Defesa Sanitária Animal da Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA), explicou as mudanças em relação a São Paulo: “A única alteração que ocorrerá será a extinção da noventena para os animais oriundos de Estados que não eram considerados ‘livres com vacinação’, ou seja, assim que estes animais chegarem a São Paulo, eles ficarão disponíveis para serem movimentados, para qualquer que seja a finalidade do trânsito”.

 

Na segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa em 2017, realizada durante o mês de novembro, o Estado de São Paulo registrou recorde de vacinação: 99,42% de bovídeos (bovinos e bubalinos) vacinados. O índice anterior, registrado em novembro de 2016, foi 99,36%. Os dados são do sistema informatizado Gedave, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

 

Durante a etapa foram vacinados 11.072.122 bovídeos. Os 64.166 bovídeos que não tiveram sua vacinação informada ao sistema estão distribuídos em 3.045 propriedades rurais, que estão sendo notificadas pela Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria. A vacinação contra a febre aftosa é obrigatória e deixar de vacinar ou de comunicar a vacinação sujeita o proprietário a multas.

 

O rebanho paulista está distribuído em 130.537 propriedades rurais. Na etapa realizada durante o mês de novembro, a vacinação foi obrigatória para todos os bovídeos, independente da idade.  Durante a campanha, os técnicos da Defesa Agropecuária fiscalizaram e assistiram a vacinação em um total de 937 propriedades, acompanhando a vacinação de 64.491 bovídeos.

 

Please reload

Encontrou algum problema no site? Nos explique melhor aqui.