Dedini aposta em destilarias de etanol a partir do milho

October 16, 2018

A Dedini Indústrias de Base, tradicional fornecedora de equipamentos para o segmento sucroalcooleiro com sede em Piracicaba (SP), está apostando no mercado de etanol de milho, em ascensão no Brasil. A empresa já tem encomendas para construir três usinas nessa frente, cada uma com capacidade de produção de 30 mil litros por dia.

 

As unidades foram encomendadas por produtores de milho de Mato Grosso e começarão a ser construídas em um mês. O prazo de entrega das plantas, com equipe operacional treinada, é de oito meses.

 

Segundo Marcilio Nogueira do Amaral Gurgel, engenheiro de projetos industriais da Dedini, a companhia desenvolveu seu projeto de unidade de etanol de milho nos últimos três anos. A ideia surgiu diante da crise que afetou usinas que processam cana-de-açúcar e estão com alta ociosidade. Antes de optar pelo projeto de etanol de milho, a Dedini testou também unidades produtoras de etanol a partir de beterraba e sorgo sacarino.

 

As bases do projeto de usina de etanol de milho foram definidas após encontros com cooperativas, sindicatos rurais, produtores e visitas a regiões de Mato Grosso, a convite do governo do Estado.

 

O projeto de destilaria elaborado pela Dedini é modular, de forma que sua capacidade de produção poderá ser aumentada gradativamente: de 15 mil para 30 mil, 60 mil, 90 mil e 120 mil litros. E, segundo a companhia, a partir de 60 mil litros, não há geração de resíduos. 

Please reload

Encontrou algum problema no site? Nos explique melhor aqui.