Açúcar branco estende perdas na ICE e toca mínima em três semanas

November 1, 2018

Os contratos futuros do açúcar branco na ICE estenderam as perdas para uma mínima em três semanas nesta quarta-feira, com sinais técnicos e receios sobre as exportações indianas estimulando vendas.

 

O açúcar branco para dezembro encerrou com queda de 3,10 dólares, ou 0,9 por cento, a 355,70 dólares por tonelada, depois de cair a 351,80 dólares, sua mínima desde 10 de outubro.

 

Operadores disseram que os preços continuaram a correção depois de um rali atrelado ao real, enquanto ainda mais vendas especulativas emergiram depois do mercado não ter conseguido superar níveis técnicos de resistência.

 

O foco voltou para os receios de que a Índia pode exportar até 5 milhões de toneladas de açúcar para o mercado mundial.

 

Enquanto ainda é incerto se barreiras logísticas poderão impedir as ambiciosas exportações indianas, participantes do mercado destacaram que as usinas podem preferir exportar o quanto antes, em uma tentativa de capturar os subsídios de exportação.

 

O contrato março do açúcar bruto cedeu 0,13 centavo de dólar, ou 1 por cento, a 13,19 centavos de dólar por libra-peso, após chegar a 13,14 centavos de dólar, sua mínima desde 15 de outubro.

 

As compras especulativas diminuíram com o recuo do real, depois do impulso dado pela eleição de Jair Bolsonaro no último domingo.

 

O real fraco prejudica os preços de commodities atreladas ao dólar, como o café e o açúcar, porque encoraja o hedge de produtores, já que aumenta os retornos em termos de moeda local.

 

Renita D. Young e Ana Ionova

Please reload

Encontrou algum problema no site? Nos explique melhor aqui.