Vendas de etanol esbarram em logística limitada nos Estados Unidos

October 31, 2019

O esforço de Donald Trump para aumentar a demanda por milho com vendas durante o ano todo da mistura de gasolina com etanol esbarra em um problema logístico. Poucos postos oferecem o produto.

 No país do milho, a gasolina com uma mistura de 15% de etanol agora é bastante acessível o ano todo. Mas, em estados populosos como Califórnia, Nova York e Texas, o combustível continua sendo limitado, e proprietários de postos de gasolina hesitam em investir para modernizar as bombas.

 

Em um aceno para a base de eleitores de Trump no Meio-Oeste, o governo liberou em maio as vendas de gasolina E15 no verão, que contém até 15% de etanol, um combustível feito de milho e outras culturas. A medida ofereceu a promessa de um aumento nas vendas durante todo o ano, potencialmente roubando participação de mercado do mix E10.

 

Mas, embora 30 estados agora possuam postos que vendem o E15 o ano todo, o número que oferece o combustível em todo o país é inferior a 2 mil, principalmente em Minnesota e Iowa, segundo a associação Growth Energy.

No Texas, rico em petróleo, a gasolina produzida sem etanol recebe impulso maior, com o número de postos oferecendo o combustível tendo aumentado para 283 em dois anos.

 

“O maior desafio para o E15 é conseguir que mais estados alterem as leis que permitam isso”, disse Corey Lavinsky, analista de biocombustíveis da S&P Global Platts, em entrevista. “A demanda não deve ser um problema. O E15 pode ser vendido a um preço mais baixo do que o concorrente do outro lado da rua que vende o E10”.

 

Mas, para chegar lá, os postos precisam gastar até US$ 250 mil para modernizar as bombas e melhorar o marketing do E15 como uma alternativa mais barata e com maior octanagem para os consumidores.

Please reload

Encontrou algum problema no site? Nos explique melhor aqui.