Prefeitura de Sorriso (MT) sanciona incentivo para implantar usina de etanol de milho

November 13, 2019

O prefeito Ari Lafin (PSDB) sancionou o projeto de lei aprovado pela câmara de vereadores de Sorriso (MT) que prevê uma série de incentivos fiscais para a FS Agrisolutions, responsável pela implantação de uma usina de geração de etanol de milho. A empresa prevê investimento de R$ 1 bilhão e geração de 1,5 mil empregos diretos e indiretos na planta de Sorriso.

 Em contrapartida à instalação, a prefeitura concedeu três incentivos fiscais diferentes pelo prazo de dez anos. O primeiro é a isenção de 100% do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) do imóvel onde está sendo implantado o empreendimento. O segundo é a redução de 60% do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) incidente sobre as atividades da empresa. Ainda reduziu 50% da taxa de fiscalização de instalação e funcionamento.

 

A construção da indústria em Sorriso foi anunciada no ano passado. A produção prevista é de 530 milhões de litros de etanol por ano. Além deste produto, também irá fabricar DDGS e energia. Com capacidade de armazenar 400 mil toneladas de milho, a previsão é que sejam utilizadas 1,2 milhão de toneladas do grão por ano para uma produção anual de 340 mil toneladas de farelo de milho e 17 mil toneladas de óleo de milho.

 

No ano passado, a empresa comunicou que a escolha de Sorriso, considerada capital do agronegócio, foi com base em estudos e estratégia de negócios. “A região de Sorriso e o estado do Mato Grosso, como um todo, são extremamente importantes e estratégicos para a FS Bioenergia, e estar próximo desses produtores de Sorriso nos dará ainda mais insumo para inovar e continuar produzindo com a qualidade que buscamos. Além disso, queremos ser a oportunidade de compra de milho e biomassa confiável e de qualidade para esses produtores”, afirmou Henrique Ubrig, CEO da FS Bioenergia.

 

Este ano, a FS Bioenergia, que já havia construído uma planta para produção de etanol de milho em Lucas do Rio Verde, anunciou outra indústria em Nova Mutum, também com investimentos previstos de R$ 1 bilhão.

Please reload

Encontrou algum problema no site? Nos explique melhor aqui.