Preço do açúcar recua na ICE em meio a preocupações com coronavírus

January 28, 2020

 Os contratos futuros do açúcar negociados na ICE recuaram nesta segunda-feira, à medida que temores relacionados ao surto de coronavírus na China afetaram os preços do petróleo, gerando expectativas de que mais açúcar possa ser produzido em detrimento do etanol.

 

O contrato março do açúcar bruto fechou em queda de 0,18 centavo de dólar, a 14,21 centavos de dólar por libra-peso, afastando-se ainda mais da máxima de dois anos registrada na última quinta-feira, quando tocou a marca de 14,90 centavos.

 

Os mercados de commodities e ações recuavam de forma generalizada, com o petróleo Brent sendo negociado abaixo dos 60 dólares por barril devido ao aumento do número de mortos pelo coronavírus e o crescimento dos temores quanto ao potencial impacto econômico do surto.

 

Operadores disseram que é provável que os preços do açúcar caiam ainda mais no curto prazo, testando a marca de 14 centavos, apesar das preocupações a respeito de um potencial grande déficit de oferta nesta temporada e possivelmente na próxima.

 

Ainda assim, eles esperam que as cotações testem a marca dos 15 centavos mais adiante.

 

Especuladores em contratos de açúcar bruto na ICE aumentaram as posições compradas líquidas em 35.006 contratos na semana até 2 de janeiro, atingindo 70.991 contratos, segundo dados da CFTC.

 

O açúcar branco para março recuou 6 dólares, para 395,30 dólares por tonelada, depois de ter atingido uma máxima de dois anos e meio na quinta-feira, a 411,50 dólares.

Please reload

Encontrou algum problema no site? Nos explique melhor aqui.